Benefícios de estudar música

A música é benéfica para o ser humano de maneiras que muitas vezes nem imaginamos. Desde a antiguidade e em quase todas as culturas, nós, humanos, já suspeitávamos do poder que a música possui. Tanto é que o filósofo chinês Confúcio havia definido: “A música produz um tipo de prazer que a natureza humana não pode prescindir.” Hoje está provado cientificamente que a música libera dopamina no nosso corpo, uma das substâncias associadas ao prazer, relaxamento e bem estar. O que sabemos é que escutar música, além de provocar essas ótimas sensações, ainda desenvolve o seu cérebro em muitos aspectos. Além do ato de ouvir música, aprender a produzi-la, tocando um instrumento ou cantando é comprovadamente uma atividade extremamente positiva para nós.

Desenvolve suas habilidades sociais

Um dos principais objetivos de se aprender um instrumento é tocá-lo em público para que outras pessoas escutem a sua arte. Pode ser na sua casa, para seus familiares e amigos, ou na rua para aqueles que passam por lá, ou até mesmo em um teatro/sala de concerto para uma plateia exigente. O fato é que tocar para outras pessoas te ajuda a ganhar desenvoltura, perder a timidez e, consequentemente, a se comunicar melhor com aqueles ao seu redor. Essas habilidades serão úteis para toda a sua vida, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional.

Conseguir aprender a tocar um instrumento pode elevar a autoestima, pois dá uma sensação de conquista muito grande. A confiança em si mesmo que virá com isso, também pode ser muito proveitosa nas relações interpessoais.

Fortalece a memória

Pesquisas têm mostrado que tocar um instrumento musical estimula e desenvolve o cérebro em muitas áreas (cognitiva, motora) e que uma delas é a memória. Um estudo feito na Universidade da Califórnia com crianças entre 3 e 4 anos de idade mostrou que aqueles que tinham tido aulas de teclado semanalmente apresentaram maior noção espaço temporal do que aqueles que não tinham tido nenhuma aula de música.

O estudo do instrumento musical por si só já exercita bastante a memória, pois ao aprender uma música estamos sempre tentando memorizar sua harmonia e melodia para poder tocá-la sem ter que ler a partitura futuramente. Tocar as músicas de cor é um ótimo treino para a memória mas pode prejudicar sua capacidade de leitura musical. Normalmente, quem guarda na cabeça as músicas facilmente não lê partituras muito bem e vice-versa. O importante é treinar as duas coisas na mesma medida. Ambas as práticas são benéficas para o seu cérebro e sua cognição.

Os estudos também apontam que o cérebro de um músico possui mais conexões entre o lado esquerdo e o direito o que melhora suas habilidades cognitivas.  Veja no vídeo abaixo outros efeitos que ocorrem no cérebro quando tocamos um instrumento.

Comentários no Facebook