Milton Nascimento

MILTON NASCIMENTO

 

1942

Aos dois anos de idade, Milton já martelava um piano na casa de seus avós. Logo depois ganhou uma sanfoninha de 2 baixos, que foi seu primeiro instrumento.

1960

O “Luar de Prata” evolui para “Milton Nascimento e seu Conjunto”, com o qual se apresenta em várias cidades da região. Com outros amigos a dupla Milton e Wagner forma o grupo “W”s Boys”. 

O grupo faz tanto sucesso que os dois são convidados para integrar o “Conjunto Holliday”, em Belo Horizonte, com o qual grava o compacto “Barulho de Trem”.

1968

Lança o segundo disco solo, nos Estados Unidos. Com arranjos de Eumir Deodato e participação de Herbie Hancock, “Courage” dá início a sua carreira internacional, tendo em seu repertório músi

 

cas como “Outubro” e “Vera Cruz”. 

No ano seguinte grava o disco “Milton Nascimento”, com as músicas que se tornaram grandes sucessos “Beco do Mota” e “Pai Grande”. Em 1970 sai seu terceiro álbum no Brasil, “Milton”, com o Som Imaginário.

1976

Grava “Geraes”, uma continuação de “Minas”, mas apresentando fortes traços da música da América Latina, com participações do grupo chileno Água e da argentina Mercedes Sosa. “Geraes” é um dos discos mais vendidos do ano, com filas nas lojas antes mesmo de abrirem as portas.

Ainda em 1976 compõe e interpreta a trilha para o ballet “Maria Maria”, que marca a estréia do grupo Corpo, no Brasil e no exterior.

1986

 

 

Lança o álbum “A Barca dos Amantes”, gravado ao vivo com Wayne Shorter, em São Paulo. Dá continuidade à parceria com Mercedes Sosa e Leon Gieco, gravando tam-bém ao vivo, na Argentina, o disco “Corazón Americano”. Os anos seguintes são marcados por grandes turnês internacionais.

Em 1988 apresenta-se pela primeira vez no Japão. No mesmo ano é fundado o 1º fã clube de Milton Nascimento, em Tokyo, o “Fã Clube da Esquina”.

1998

“Nascimento” recebe o Grammy de Melhor Álbum de World Music do Ano.
Depois de um período dificil, com uma turbulência em sua saúde, causada por um Diabetes descompensado, Milton Nascimento se recupera e retoma o espetáculo Tambores de Minas, com direção de Gabriela Vilela, que havia estreado em julho de 1997.

 

O espetáculo viaja por todo o Brasil e posteriormente é lançado em DVD.

Na gravação do DVD, no Teatro João Caetano, Milton recebe a estatueta do Grammy de Melhor Disco de World Music, que o disco Nascimento havia recebido no ano anterior, das mãos do produtor do disco, Russ Titleman.

2003

Estréia no Canecão, no Rio de Janeiro, a turnê Pietá, tal qual o disco, inspirado nas mulheres da sua vida, principalmente na mãe Lília, Ângela Maria e Elis Regina. Participam do show de estréia as cantoras Maria Rita, Marina Machado e Simone Guimarães, que haviam participado do disco. 

O show Pietá é eleito pelo jornal “O Globo” como um dos três melhores do ano. Ainda em 2003 inicia a turnê internacional do show, apenas com Marina Machado.

2008

Milton Nascimento lança o disco Novas Bossas com o

 

 Jobim Trio, formado por Paulo Braga (bateria), Daniel Jobim (piano), Paulo Jobim (violão) e Rodrio Villa (baixo). No repertório, Milton e o Jobim Trio fizeram novos arranjos para músicas de Tom Jobim, Dorival Caymmi, Vinicius de Moraes e Lô Borges.

Com o Novas Bossas, Milton realizou uma série de shows ao longo do ano:

Abril
Sevilha, La Coruña e Barcelona

Junho e Julho:
Firenze, Milão, Paris, Montreaux , Vitória (Espanha) e encerrou a primeira parte do giro europeu com um shows em Porto e Lisboa. 

Outubro 
Alexandria, Ann Arbor, Berkeley, Chicago, Duham, Los Angeles, New Bedfor, New Jersey, Santa Barbara, Toronto (Canadá).

Novembro
Paris, San Remo, Roma, Bruxelas, Le Harvre, Londres, Bologna, Luxemburgo

Ainda neste ano, Milton também realizou shows com os irmãos do grupo Belmondo:

Julho
Vienne, Cartagena, Paris e Marciac.

Novembro
La Rochele, Nice e Paris

Comentários no Facebook