You are currently viewing Viola Clássica

Viola Clássica

Você conhece a Viola Clássica?

Antes de tudo, vale a atenção: a Viola da qual falamos, ao contrário do que muitos que não conhecem possam imaginar, não se assemelha em nada com aquele instrumento típico do sertanejo brasileiro. A Viola Clássica também chamada por Viola d’arco, Violeta ou Alto é um instrumento completamente diferente de uma Viola caipira, que é mais como um violão, mas em proporções reduzidas.

A Viola Clássica foi criada entre os séculos XIV e XV, tendo a primeira publicação relativa em 1543. Somando que a que vemos hoje surgiu muito possivelmente da Viola D’amore que é uma das antecedentes. É visualmente muito parecida com um violino, porém, embora tenha 4 cordas e seja também tocada com um arco e praticamente de maneira idêntica ao violino, ela utiliza a clave de Dó enquanto o Violino a de Sol, e é um pouco maior e pesa um pouco mais. O tamanho pode variar entre 2,5cm a 5cm a mais que Violino. Por este motivo possui cordas mais longas, o que é um detalhe fundamental e que proporciona a principal distinção dos dois: o som! A Viola apresenta um timbre mais grave. Outro aspecto que influencia na sonoridade é o arco utilizado. Embora mais leve, o arco do violino é mais longo. Já o da viola é mais curto e pesado, resultando um som ideal para o instrumento. Contudo, o violino é mais potente por razões físicas.

Quem os toca também recebe denominações distintas e vai uma dica: nenhum deles gosta de ser confundido. Quem toca violino é o violinista, enquanto o responsável pela viola d’arco é o violista, mas se é difícil lembrar, resumidos em uma orquestra, as violas e violinos fazem parte da família de cordas, junto dos violoncelistas. Assim também na música de câmara a Viola é papel fundamental e faz parte da formação tradicional de quarteto de cordas.

Viola D’amore

Gostou?
Esperamos que sim!

Caso também esteja curioso, as diferenças entre os timbres da Viola d`Amore Viola d`arco e Violino são claramente audíveis nestas belas obras:

  1. Concerto para Viola d’amore em D Maior, (RV 392) de Antonio Vivaldi
  2. Concerto para Viola d’amore em A menor, (RV 397) de Antonio Vivaldi
  3. Sinfonia Concertante (K.364) de Mozart

Vale escutar!

Comentários no Facebook